Menuidioma

Seminário debate a privatização dos serviços de saneamento

  • 6 de Outubro de 2020
A interface entre os direitos humanos e o acesso à água e ao saneamento básico será discutida na sessão de debate gratuita que acontece virtualmente

Será realizada em 13 de outubro, a partir das 15h, a próxima sessão dos Seminários Avançados em Saúde Global e Diplomacia da Saúde “José Roberto Ferreira”. Com a privatização dos serviços de fornecimento de água, quais são as possíveis ameaças ao direto humano de acesso à água e ao saneamento básico? Especialistas debaterão essa e outras questões sob a ótica global.

Acesse aqui a sala virtual para acompanhar o debate.

A quarta sessão dos Seminários Avançados será transmitida por meio da plataforma Zoom.

ID da reunião: 95169272162/ Senha de acesso: 007929

Participam da sessão:

  • Leo Heller, relator especial das Nações Unidas (ONU) para os direitos humanos à água e ao saneamento e pesquisador da Fiocruz – René Rachou, MG;
  • Soledad Garcia Muñoz, relatora especial sobre direito econômicos, sociais, culturais e ambientais (Redesca) da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH-OEA);
  • Luiz Augusto Galvão, pesquisador sênior do Centro de Relações Internacionais da Fiocruz e professor da GeorgeTown University (EUA).

Moderação:

  • Marcos Montenegro, coordenador geral do Observatório Nacional dos Direitos à Água e ao Saneamento (Ondas).

Abertura:

  • Paulo Buss, coordenador do Centro de Relações Internacionais da Fiocruz.

Os Seminários Avançados em Saúde Global e Diplomacia da Saúde “José Roberto Ferreira” são uma realização do Centro de Relações Internacionais da Fundação.

Direito fundamental

Há dez anos, a ONU declarou o acesso à água e ao saneamento como direito humano. Por meio da Resolução A/RES/64/292, a Assembleia Geral das Nações Unidas declarou a água limpa e segura e o saneamento como um direito humano essencial para gozar plenamente a vida e todos os outros direitos humanos. De acordo com a instituição, o acesso a água potável segura e ao saneamento adequado também são fundamentais para a redução da pobreza e para o desenvolvimento sustentável.