Menuidioma

Painel sobre as relações entre saúde e desenvolvimento sustentável no contexto da Bioética

  • 21 de Agosto de 2012

Debate promovido pelo Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis) e pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) será realizado no próximo dia 23, na Fiocruz Brasília

A professora adjunta da Universidade de Rostock, na Alemanha, Íris Borowy, e o consultor internacional de Saúde e Meio Ambiente da OPAS, Carlos Corvalán, são os convidados para o Painel: As Relações entre Saúde e Desenvolvimento Sustentável no contexto na Bioética. O Diretor do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador do Ministério da Saúde, Guilherme Franco Netto, coordenará a mesa. O painel será realizado no próximo dia 23, às 9h, no bloco Educacional da Fiocruz Brasília. A atividade foi incorporada como parte das ações de greve do Sindicato dos Trabalhadores da Fundação Oswaldo Cruz em Brasília (Asfoc) e do curso de especialização em Direito Sanitário do Programa de Direito Sanitário da Fiocruz (Prodisa).

Carlos Covalán apresentará o desenvolvimento de políticas dos últimos 40 anos sobre saúde e desenvolvimento sustentável apoiado em conferências e documentos das Nações Unidas. A explanação tem início em 1972, quando ocorreu a Conferência de Estocolmo, que foi a primeira tentativa de organizar as relações entre o homem e o meio ambiente. Corvalán passa pelo Relatório Brundtland, em 87, organizado pelas Nações Unidas, que definiu o desenvolvimento sustentável como aquele que deve satisfazer as necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras. Cinco anos depois, em 1992, ocorreu no Rio de Janeiro a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (Eco 92), dez anos depois, em 2002, a Cúpula Mundial sobre Desenvolvimento Sustentável em Joanesburgo, na África do Sul e, por fim, a Rio+20, em 2012.  

A professora Íris Borowy, que realiza pesquisas no Brasil, na Casa Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, fará uma apresentação sobre a relação entre economia, saúde e meio ambiente. Ela afirma que é impossível ter um desenvolvimento equilibrado sem uma população saudável, e que a falta de desenvolvimento é em si mesmo a causa de muitos problemas de saúde. “Analiso como a saúde emergiu como tema central do discurso de desenvolvimento e como há muitas maneiras de gerar, visualizar e interpretar dados, principalmente, produzir imagens diferentes da realidade em um campo que pode determinar o nosso futuro”, afirma Íris no texto “La salud, la economía y el medio ambiente – sobre la historia de una relación complicada”.

 

Serviço:

Painel: As Relações entre Saúde e Desenvolvimento Sustentável no contexto da Bioética
Data: 23 de agosto de 2012
Horário: 9h
Local: Auditório Interno, 1º andar, Bloco Educacional da Fiocruz Brasília – Avenida L3 norte, campus universitário Darcy Ribeiro, gleba A (atrás do Hospital Universitário de Brasília – HUB)    
Informações: 3329 4752