Especialistas debatem acesso igualitário à inteligência artificial na saúde

  • 16 de Novembro de 2021
A última sessão deste semestre do Ciclo de Debates reúne pesquisadores da Fiocruz Brasília, da Universidade de São Paulo (USP) e da Universidade Icesi, de Cali, Colômbia

No próximo seminário do XI Ciclo de Debates: Inteligência Artificial e Desigualdades em Saúde, que acontece em 18 de novembro, às 14h, especialistas debaterão estratégias para conter possíveis riscos de discriminação, preconceito e aumento das desigualdades relacionados à utilização de sistemas de inteligência artificial no campo da saúde.

Participarão do debate o pesquisador Gonzalo Vecina Neto, professor da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP), e a pesquisadora Ângela Acosta, professora da Universidade Icesi, em Cali, na Colômbia. O assessor da Fiocruz Brasília Swedenberger Barbosa fará a moderação do debate.

Participe!

As inscrições são gratuitas e os participantes receberão certificado da Escola de Governo Fiocruz Brasília. O debate será transmitido ao vivo no canal do Nethis no YouTube.

Desigualdades em saúde e regulação

De acordo com o professor da FSP/USP, garantir que todas as pessoas tenham acesso de forma igualitária às novas tecnologias aplicadas à saúde é um dos maiores desafios para os sistemas de saúde no mundo.

 “Através da conjugação da inteligência artificial e do aprendizado de máquina será possível estudar fenômenos em transformação que poderão mudar a vida. O problema é que estamos construindo um mundo onde quem tiver dinheiro terá um existência distópica. É muito grande a chance de criarmos soluções que não tenham uma adequada resolução para o acesso. Será que é isso que queremos para o futuro da humanidade?” – Gonzalo Vecina Neto, professor da Faculdade de Saúde Pública da USP.

Além dos desafios relacionados ao acesso igualitário e universal, a pesquisadora Ângela Acosta discutirá os perigos que envolvem a utilização de algoritmos na avaliação de resultados terapêuticos.

Ciclo de Debates

O XI Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública é promovido pelo Núcleo de Estudos em Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz Brasília). A concepção das atividades deste semestre é uma iniciativa compartilhada entre o Nethis/Fiocruz Brasília e Centro de Estudos e Pesquisas de Direito Sanitário (Cepedisa) da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP).