Menuidioma

Começa II Jornada de Bioética do Distrito Federal

  • 29 de Novembro de 2013

Coordenador da Cátedra Unesco de Bioética da UnB, Volnei Garrafa, destacou as conquistas das duas últimas décadas da Bioética na UnB. Encontro vai até o inicio da tarde de sábado.

ii_jornada_abertura

Começa II Jornada de Bioética do Distrito Federal

29 Novembro 2013

Coordenador da Cátedra Unesco de Bioética da UnB, Volnei Garrafa, destacou as conquistas das duas últimas décadas da Bioética na UnB. Encontro vai até o inicio da tarde de sábado

 

“Estamos ansiosos esperando a nota 5 da Capes. O resultado será anunciado na semana que vem”, disse o coordenador da Cátedra Unesco de Bioética da UnB, Volnei Garrafa, durante a cerimônia de abertura, na noite de quinta-feira, 28, no auditório da Faculdade de Ciências da Saúde da UnB. Garrafa apresentou os números da Bioética da UnB, que chamaram atenção das autoridades, estudantes e professores presentes.

São 20 anos do Núcleo de Estudos em Bioética, 15 anos do curso de Especialização e cinco anos dos cursos de mestrado e doutorado. Neste caminho, foram formados 410 especialistas, 12 doutores e 37 mestres. Além disso, entre 2008 e 2013 foram 28 livros publicados ou organizados, 347 artigos completos em periódicos científicos, 118 capítulos de livros publicados. “Nós temos alunos de 13 estados brasileiros, o programa tem uma importante inserção nacional”, afirmou Garrafa.

img_4103

Durante a mesa de abertura, Garrafa, o reitor da UnB, Ivan Camargo, e o representante da Unesco, Fabio Eron, assinaram um memorando de entendimento para formalizar a implantação do poli currículo da Cátedra. “Acreditamos que este currículo é a melhor tradução da Declaração Universal de Bioética e Direitos Humanos”, disse Eron, que aproveitou para agradecer o coordenador da Cátedra pelo desempenho da UnB. “Ficamos felizes com tudo que sai daqui. Volnei, ficamos muito gratos, pois você tem nos ajudado muito, inclusive internacionalmente”, finalizou.

O reitor ressaltou que a Bioética e a UnB são semelhantes em diversidade e excelência. “O Volnei não é uma liderança apenas na Bioética, é uma liderança aqui na Universidade”, disse Camargo. A vice-reitora, Sônia Báo, ficou bem impressionada com as conquistas da Bioética. “Eu considero 20 anos um curto período para uma área de conhecimento. A Bioética é muito recente no mundo. É por isso que chama a atenção o caminho percorrido até aqui, um exemplo são os ex-alunos, pessoas que ocupam posições estratégicas para o país”, finalizou.

O secretário executivo do Conselho Nacional de Saúde, Márcio Florentino, relembrou a militância do professor na construção do Sistema Único de Saúde (SUS). “Volnei sempre foi um inquieto, um dos importantes pensadores do SUS. Agora fez da Bioética um patrimônio da UnB”, disse. O coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis), José Paranaguá de Santana, egresso do doutorado em Bioética, desejou sorte na continuidade da Bioética na universidade. “Não que desacredite num mundo menos conflituoso, mas serão desafios diferentes”, concluiu.

Confira a programação:
II Jornada de Bioética do DF
I Encontro de Alunos e Ex-Alunos de Bioética na UnB

29/11
14h – Painel: Contribuições Teóricas da Bioética da UnB
14h – Professor José Dórea
14h20 – Professora Helena
14h40 – Professor Jorge Cordon
15h – Professor Rodrigues
15h20 – Professora Eliane Seidl
15h40 – José Paranaguá (Nethis)
16h – Professor Pedro Sadi
16h20 – 16h40 – Professor Claudio Lorenzo
17h20 – Professor Rodrigo Batagello
17h40 – Professor Antonio Macena
18h – Professor Wanderson Flor
18h20 – Professor Natan Monsores
19h – 23h – Encontro de Alunos e Ex-alunos de Bioética da UnB.

30/11
Palestras e apresentações orais
8h30 – 10h00 – Exposição de trabalhos orais
10h10 – 11h – Seis Teses ético-negativas como base para uma Bioética Radical.
Palestrante: Professor Julio Cabrera
11h10 – 12h – Palestra com o professor Marcio Fabri
12h – 13h – Roda de conversa e encerramento.

Mais informações: bioetica@unb.br ou (61)3107 1969.