Menuidioma

Ciclo de Debates traz jornalistas para falar sobre Comunicação em Saúde

  • 3 de Agosto de 2012

Inscrições abertas para a Edição Especial do II Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública: Comunicação sem Fronteiras em Saúde, realizado no próximo dia 9

Qual a importância da Comunicação para a saúde pública? Quatro jornalistas estarão na FIOCRUZ Brasília no próximo dia 9 para contar suas experiências sobre como seus trabalhos contribuem para este setor, estruturante da sociedade. Fatos internacionais relacionados à saúde e à ética foram importantes elementos na construção das carreiras dos repórteres Benoit Hervieu, responsável pelo escritório das Américas do Repórteres Sem Fronteiras; Romoaldo de Sousa, correspondente da Rede Católica de Rádio e da Rádio Jornal do Commercio em Brasília; Rogério Lannes, coordenador da Revista Radis Comunicação e Saúde da Fiocruz; e do conselheiro de imprensa do Ministério das Relações Exteriores, Alexandre Brasil.

Os comunicadores são os convidados para a Edição Especial do II Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública: Comunicação sem Fronteiras em Saúde, que será realizada a partir das às 8h, no Auditório Externo da Fiocruz Brasília. O evento, promovido pelo Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis), é aberto ao público e as inscrições podem ser feitas aqui ou pelo site da FIOCRUZ Brasília (www.fiocruzbrasilia.fiocruz.br)

Esta é a primeira vez que o Nethis realiza uma Edição Especial, com a proposta de abordar novos temas relacionados à saúde. O coordenador do Nethis, José Paranaguá, conta que o objetivo é ampliar a discussão da Bioética, da Diplomacia e da Saúde com outras perspectivas, e avisa que outras edições especiais estão previstas. “A ideia é trazer temas como meio ambiente, políticas públicas universais, atrair novos grupos de interesse”, conta. Para ele, o tema desta edição é importante para mobilizar a mídia e os sistemas de comunicação institucionais com as temáticas pesquisadas pelo Nethis. “Neste debate teremos ricas experiências de cooperação internacional em saúde”, conclui.

O correspondente da Rede Católica de Rádio e da Rádio Jornal do Commercio em Brasília, Romoaldo de Souza, falará sobre a reconstrução de emissoras de rádios destruídas no terremoto de janeiro 2010 em Porto Príncipe, no Haiti. Ao total, 19 rádios foram destruídas, e Romoaldo foi convidado pela Cáritas Internacional e pela Organização das Nações Unidas (ONU) para trabalhar na reconstrução de nove emissoras. Apoiado pelo Vaticano, o jornalista reconstruiu nove rádios em apenas 15 dias. “Não havia energia elétrica e tive que contar com baterias de automóveis para soldar equipamentos”, exemplifica. No helicóptero da ONU, equipamentos do jornalista foram desmagnetizados e parte de um extenso material fotográfico foi perdido. “Vou contar como foi essa experiência com áudios e imagens”, comenta. 

O jornalista da revista Radis da Escola Nacional de Saúde Pública (Ensp/Fiocruz), Rogério Lannes, também trará informações sobre a reconstrução do Haiti. Em março, a Cooperação Tripartite Brasil-Cuba-Haiti promoveu um evento para os comunicadores haitianos para estruturar uma rede de jornalistas promotores da saúde. Lannes participou do seminário Mídia e Saúde, coordenado pela Fiocruz, com mais 36 jornalistas de 26 veículos de comunicação.  

A organização internacional Repórteres Sem Fronteiras leva informação variada para locais onde há restrição ao livre acesso, incentiva a democratização da informação e enfrenta várias resistências em sua luta. Benoit Hervieu ministrará a palestra Desafios da reportagem em saúde em situações de risco. Já o conselheiro de imprensa do Itamaraty, Alexandre Brasil, contará a experiência da diplomacia brasileira e o desafio da informação em suas frentes de ação, e abordará a diplomacia brasileira na área da saúde, tanto no plano da cooperação bilateral quanto no sistema multilateral (Unesco e OMS). A Assessoria de Imprensa do Itamaraty tem papel de suporte às ações diplomáticas do governo brasileiro no exterior, e é uma importante ferramenta de apoio à imagem que se faz do Brasil, além de estimular a solidariedade entre as Nações.

Faça sua inscrição

Conheça os debatedores:

Alexandre Brasil é formado em Informática pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Em 2000, concluiu o curso de Formação do Instituto Rio Branco. Já trabalhou na Assessoria de Relações com o Congresso Nacional, na Embaixada de Praga, na Assessoria Especial de Assuntos Federativos e Parlamentares, na Embaixada em Caracas e, em 2004, na Presidência da República, como assessor na Secretaria de Coordenação Política e Assuntos Institucionais. Entre 2005 e 2007, foi segundo e primeiro secretário na Embaixada em Santiago e, em 2008, participou como primeiro secretário da Missão do Brasil junto à Unesco. Foi representante dos Estados-Membros da Unesco à 57ª Sessão do Joint Staff Pension Fund e chefe da delegação da Sessão Conjunta do Conselho Intergovernamental e Conselho Internacional de Bioética em 2010. Em 2011, trabalhou na Assessoria de Imprensa do Gabinete do Itamaraty e, em 2012, tornou-se conselheiro do órgão.

Benoît Hervieu é jornalista pelo Instituto Prático de Jornalismo de Paris (IPJ), trabalhou para veículos de imprensa escrita – Revista Réforme, Diários La Croix, L’Équipe, entre outros – e também na rádio pública France Culture. Em 2005, integrou a redação de Repórteres sem Fronteiras, como responsável pelo escritório das Américas. Além do trabalho de alerta sobre os atentados contra a liberdade de informação no continente, fez várias missões nos países da região, como México, Honduras e Haiti.

Rogério Lannes é jornalista pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e mestre em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Comunicação e Saúde. É coordenador da Revista Radis Comunicação e Saúde da Fiocruz.

Romoaldo de Souza é jornalista pelo Centro Universitário de Ensino Superior de Brasília (Iesb), pós-graduado em Gestão Estratégica pela Universidade de São Paulo (USP), tem especialização em Didático do Ensino Superior pela Faculdade Compacto de Educação (Icesp). É professor de Radiojornalismo e Edição de Áudio. Atualmente, é correspondente da Rede Católica de Rádio – RCR – e da Rádio Jornal do Commercio, em Brasília.
 

Serviço:
Edição Especial do II Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública: Comunicação Sem Fronteiras em Saúde
Data: 9 de agosto de 2012
Horário: das 8h às 12h45
Local: Auditório externo do Bloco Educacional da Fiocruz Brasília – Avenida L3 norte, campus universitário Darcy Ribeiro, gleba A (atrás do Hospital Universitário de Brasília – HUB)    
Informações: 3329 4752