Menuidioma

Unilab e Fiocruz iniciam processo para acordo de cooperação em diversas áreas do conhecimento

  • 9 de Maio de 2015
UNILAB E FIOCRUZ

Da esquerda para a direita: Secretário da Saúde do Ceará, Carlile Lavor, reitor da Unilab, Tomaz Mota Santos e o diretor da Fiocruz, Fernando Carneiro.

Uma reunião realizada na quarta-feira (06), no Campus das Auroras, em Redenção/CE, selou o primeiro passo para um amplo acordo de cooperação técnica entre a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que vai impactar direta e positivamente no desenvolvimento do ensino, pesquisa e extensão. A reunião contou com a participação do reitor da Unilab, Tomaz Mota Santos, do diretor da Fiocruz, Fernando Carneiro, e do Secretário da Saúde do Estado do Ceará, Carlile Lavor.

Falando em nome da presidência da Fiocruz, Fernando Carneiro garantiu que essa cooperação poderá ser feita em diversas áreas. “Antes do início dessa reunião, conversei com o nosso presidente [Paulo Gadelha] que me deu aval para que possamos cooperar com a Unilab em todas as áreas de atuação da Fiocruz. Esta universidade nos interessa muito devido a cooperação Sul-Sul, além de fortalecer nossa política de nacionalização. Hoje, a Fiocruz está presente em 17 Estados do Brasil”, destacou Fernando Carneiro.

Para evidenciar o leque de possibilidades dessa parceria, o diretor da Fiocruz citou o Polo Industrial e Tecnologia da Saúde, instalado no Eusêbio, que tem como objetivo principal desenvolver o segmento farmoquímico do Ceará, além de promover a integração entre a Fiocruz, as instituições de ensino superior e o setor privado. Será, por exemplo, um centro de referência na fabricação de vacinas.

“Se a Unilab desejar ter um espaço físico no Polo [no PITS] será bem-vinda. Nossa intenção com a instalação desse aparato tecnológico não é competir, mas somar e juntar forças, atrair grupos de excelência do Brasil para que possamos pensar e desenvolver a pesquisa científica com responsabilidade social, propiciando uma forma de ciência diferente, que atenda a uma população diferenciada. Portanto, desejamos assinar esse acordo de cooperação o quanto antes, pois acreditamos que é estratégico para a Fiocruz e a Unilab”, respaldou Fernando Carneiro.

Em sintonia com o pedido de urgência, o reitor Tomaz Mota Santos deu aval para a consolidação da parceria, solicitando ao pró-reitor de Relações Institucionais (Proinst), Edson Borges, a elaboração da carta de motivação, que é o primeiro documento oficial para selar a cooperação. E garantiu: “se depender da universidade esse será só o começo de uma longa convivência e parceria entre a Unilab e a Fiocruz”.

UNILAB E FIOCRUZ REUNIAOAlém das autoridades citadas, participaram da reunião:

Albanise Barbosa, Pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação.

Edson Borges, Pró-reitor de Relações Institucionais.

Thiago de Albuquerque, Pró-reitor de Administração.

Rodolfo Pereira, no exercício de Pró-reitor de Graduação.

Emília Soares, profa. do Instituto de Ciências da Saúde.

Maria Bezerra, profa. do Instituto de Ciências da Saúde.

Edmara Chaves, profa. do Instituto de Ciências da Saúde.

Leilane Barbosa, coordenadora de projetos e acompanhamento Curricular – Prograd.

Fabiane da Silva, coordenadora de Saúde e Bem-Estar

Victor Pessoa, prof. do Instituto de Ciências Exatas e da Natureza.

Daniel Freire, prof. do Instituto de Ciências da Saúde.

Fonte: http://www.unilab.edu.br/