Menuidioma

Secretário executivo do MS e coordenador do Nethis são homenageados no Piauí

  • 14 de Março de 2016
Homenagem Batalha do Jenipapo

José Agenor Álvares (SE/MS) e José Paranaguá de Santana (Nethis/Fiocruz Brasília). Arquivo pessoal.

A prefeitura de Campo Maior, no Piauí, concedeu ao secretário executivo do Ministério da Saúde, José Agenor Álvares, e ao coordenador do Nethis/Fiocruz Brasília, José Paranaguá de Santana, a Ordem Municipal do Mérito Heróis do Jenipapo, em cerimônia, no último domingo, 13 de março. A comenda é um reconhecimento a personalidades e entidades que se destacaram por sua contribuição ao desenvolvimento e ao progresso da comunidade Campomaiorense.

BATALHA DO JENIPAPO – A Batalha do Jenipapo, ocorrida em 13 de março de 1823, é considerada fundamental no processo de independência do Brasil. Às margens do Rio Jenipapo, em Campo Maior, no Piauí, piauienses, maranhenses e cearenses lutaram contra as tropas portuguesas, lideradas pelo major João José Cunha Fidié. Os brasileiros perderam a batalha, pois não possuíam armas de guerra, mas fizeram as tropas desviarem o destino e, assim, garantiram o território brasileiro. As tropas portuguesas seguiram para Caxias, no Maranhão, e foram derrotados em 31 de julho de 1831.

HOMENAGEADOS – José Agenor Álvares é secretário executivo do Ministério da Saúde, foi ministro da Saúde e diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Álvares esteve como assessor da Fiocruz Brasília nos últimos anos. Por sua atuação na regulação de produtos derivados de tabaco, a Organização Mundial da Saúde (OMS) lhe conferiu o prêmio de “World No Tobacco Day”, em 2012. Em 2015, recebeu o título de Notório Saber em Políticas Públicas em Saúde, da Escola Fiocruz de Governo.

José Paranaguá de Santana é coordenador do Nethis/Fiocruz Brasília, foi consultor da Organização Pan-Americana da Saúde, coordenador do Programa de Cooperação Técnica em Desenvolvimento de Recursos Humanos e responsável pela coordenação do Termo de Cooperação Internacional em Saúde entre o Ministério da Saúde, a Opas e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Recebeu, em 2009, a Medalha do Mérito Oswaldo Cruz categoria ouro por Decreto Presidencial.