Pandemia e Direitos Humanos: Roberta de Freitas concede entrevista

  • 16 de Junho de 2021
A coordenadora de Pesquisa e Ensino do Nethis defendeu a atuação efetiva dos Estados no controle da pandemia como forma de garantir o direito humano à saúde

“O direito à saúde exige a tomada de ações por parte do Estado no sentido de efetivá-lo. A inação consiste em uma violação desse direito humano. Nesse sentido, o Estado tem o dever de reagir a essa pandemia”, disse Roberta de Freitas à última edição da revista Novamerica, produzida pela organização não-governamental NOVAMERICA.

Segundo a coordenadora de Pesquisa e Ensino do Nethis, a saúde como um direito humano tem relação direta com a concretização de outros direitos, sendo integralmente garantida quando todo um arcabouço de direitos humanos também é assegurado. Ela ainda defendeu a promoção nacional de investimentos constantes em educação, ciência e tecnologia e a realização de uma ampla articulação multidimensional entre países a fim de conter pandemias. Roberta de Freitas também criticou a disparidade global de acesso ao desenvolvimento científico e tecnológico.

Leia aqui a entrevista completa.