Menuidioma

O Mal-estar na cooperação internacional é tema de aula na USP

Desenvolvimento econômico e desigualdade entre países pobres e ricos, o que a cooperação internacional tem a ver com isso? A questão norteou o seminário “O Mal-Estar na Cooperação Internacional”, ministrado pelo coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz Brasília), José Paranaguá de Santana.

Paranaguá sustentou que o desenvolvimento advindo do progresso da ciência e da tecnologia beneficia alguns países e outros ficam apenas com o seu ônus. Nesse contexto, a cooperação internacional acaba servindo mais como um instrumento para os interesses dos países mais poderosos do que para a redução das desigualdades e injustiças no mundo.

BVS BIOÉTICA E DIPLOMACIA EM SAÚDE – Durante a aula, foi lançado o novo site da BVS Bioética e Diplomacia em Saúde. Com layout moderno, a biblioteca virtual, mantida pelo Nethis, disponibiliza os conteúdos de maneira a facilitar a navegação do usuário. O ambiente dissemina informação confiável e de qualidade sobre bioética, relações internacionais e saúde pública.

FIOCRUZ E USP – O seminário, promovido pelo Nethis/Fiocruz Brasília e pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Global e Sustentabilidade da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP/USP), foi ministrado a distância para a turma de alunos e demais inscritos. A atividade integra a disciplina Saúde Internacional e Direitos Humanos, oferecida em conjunto no Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas em Saúde da Escola Fiocruz de Governo (EFG/Fiocruz Brasília).