Menuidioma

NETHIS no blog da Rede ePORTUGUESe

  • 4 de Novembro de 2011

O blog da Rede ePORTUGUESe apresenta uma entrevista com o coordenador do NETHIS e gerente do Programa de Cooperação Internacional em Saúde (TC 41) da OPAS, José Paranaguá de Santana. Na entrevista, Paranaguá fala sobre a criação do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (NETHIS): “O projeto de criação  de um núcleo de estudos sobre bioética e diplomacia faz parte de uma das bases do tripé que constitui a estrutura programática do TC 41 que é o fortalecimento da capacidade nacional para a cooperação internacional”.

Na entrevista, o coordenador também explica  um dos objetivos do Núcleo: “O NETHIS tem como um dos objetivos cooperar com os países africanos e com os da América Latina na regulação ética, no campo das políticas de saúde, pesquisa com seres humanos, alocação de recursos, ou seja, tudo aquilo que está na carta de fundação das Nações Unidas e da própria OMS, que é assegurar a saúde como direito fundamental do homem”.

Outros temas abordados incluem a importância de parcerias com instituições reconhecidas pela disseminação de conhecimento em saúde pública e que tenham boas relações com outras instituições internacionais, como a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) e o papel de liderança que o Brasil assumiu nos últimos anos e vem conquistando cada vez mais no cenário das relações internacionais.

Para conferir a entrevista na íntegra, acesse o Blog da Rede ePORTUGUESe.

A Rede ePORTUGUESe é um projeto coordenado pela equipe eHealth da OMS, com a missão de apoiar, gerar, gerenciar, compartilhar e usar o conhecimento por meio da aplicação de tecnologias de comunicação e informação para fortalecer os sistemas de saúde nos oito países de língua portuguesa do mundo: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste.

Dentre os objetivos da Rede, destaque para: promoção e melhora do acesso à informação em saúde disponível em português, utilizando o modelo da Biblioteca Virtual em Saúde desenvolvida pela BIREME/OPAS/OMS; visibilidade e apoio à produção local de conhecimento, fortalecendo a pesquisa em português; facilitar a transformação do conhecimento em ações e políticas de saúde e promover o acesso e a disseminação da informação em saúde disponível em português, utilizando o modelo da Biblioteca Azul além de facilitar a capacitação e treinamento de recursos humanos em saúde em diversas áreas do conhecimento.