Inteligência artificial: promessas e perigos

Notícia publicada em:

  • 3 de Agosto de 2022
Aplicações das novas tecnologias digitais em saúde

São múltiplas as vantagens de incorporar tecnologia digital na área da saúde em suas diversas aplicações – na prestação de cuidados às pessoas, na vigilância à saúde e na gestão de todos esses serviços.

No caso do SUS, ampliaria a qualidade do atendimento e o acesso para 215 milhões de brasileiros; possivelmente, até com redução do custo-benefício desses processos para o sistema como um todo.

No entanto, esse tipo de tecnologia apresenta riscos de usos indevidos de dados biológicos e patológicos das pessoas e das coletividades, com forte potencial para causar mais desigualdades e discriminações, além de outros efeitos inadmissíveis à saúde individual e à coletiva.

Sistemas digitais e de inteligência artificial devem ser analisados antes de sua aplicação nos serviços de saúde, ou mesmo anteriormente, durante o desenvolvimento. Trata-se de uma preocupação grave, atinente a aspectos de regulação do poder público, tal qual já se pratica hoje com relação a medicamentos, sua eficácia, segurança e efeitos colaterais.

O 24º Ciclo de Debates abordará diversos aspectos dessas questões ao longo do semestre, que si inicia com o seminário inaugural – dia 11 de agosto; nessa oportunidade, serão formuladas apreciações críticas a serem retomadas, sob diferentes pontos de vista, nos seminários seguintes.

Inscreva-se!

Serviço:
24º Ciclo de Debates do Nethis: Inteligência Artificial e Desigualdades em Saúde
Quando: 11 de agosto, às 14h
Transmissão ao vivo: youtube.com/nethisvideo
Quanto: Gratuito
Mais informações: (61) 3329-4661
Atividade certificada pela Escola de Governo Fiocruz – Brasília