Menuidioma

Fiocruz planeja parceria com Unilab

  • 27 de Novembro de 2014

Realizar curso à distância sobre Cooperação Sul-Sul em Saúde, compartilhar a BVS Nethis e incluir a universidade no mestrado em Saúde da Família são as primeiras iniciativas

visita unilab

O coordenador do Nethis, José Paranaguá Santana, comenta sobre as expectativas da Fiocruz com a Unilab

Pesquisadores da Fiocruz se reuniram com a reitora da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira (Unilab), Nilma Gomes, com o pró-reitor de Relações Institucionais, Cássio Rubio, com a pró-reitora de Graduação, Andréa Linard e com parte do corpo docente para articular atividades de cooperação. O encontro ocorreu na terça-feira, 25 de novembro, no campus da Liberdade, em Redenção, Ceará.

O coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz), José Paranaguá de Santana, apresentou duas propostas para iniciar a cooperação entre a Unilab e a Fiocruz: compartilhar a Biblioteca Virtual em Saúde do Nethis com a Unilab e, por intermédio da mesma, das universidades dos demais países lusófonos; e promover, conjuntamente, o Curso de Atualização Paradoxos da Cooperação Sul-Sul em Saúde, na modalidade à distância, a partir de 2015.

“A BVS Nethis poderá integrar a plataforma virtual da Rede de Instituições Públicas de Educação Superior (Ripes) da Unilab, que ainda está em processo de construção”, sugeriu o pró-reitor de Relações Institucionais, Cássio Rubio. A Ripes objetiva fortalecer a comunicação entre a Unilab e as instituições públicas dos países da CPLP para auxiliar o desenvolvimento científico, tecnológico e cultural entre países e instituições parceiras. Além da participação do corpo acadêmico da Unilab no colegiado gestor da BVS Nethis, constitui uma estratégia para fortalecer a cooperação brasileira no contexto da CPLP ”, avaliou Paranaguá.

O diretor da Fiocruz Ceará, Antonio Carlile Lavor, destacou a importância de incorporar a Unilab no mestrado profissional em Saúde da Família, realizado em articulação com a Fiocruz. “O Ministério da Educação tem um importante projeto nacional de formar mestres em Saúde da Família para os novos cursos de Medicina, e também para a capacitação dos corpos docentes de antigos cursos de Medicina”, disse Lavor. Paranaguá ressaltou o interesse da vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, nessa iniciativa conjunta.

visita unilab 2

Pesquisador do Ipea João Brígido apresenta o perfil da cooperação Brasil-África

Acompanhando o grupo da Fiocruz na visita, o coordenador do projeto de Cooperação Brasileira para o Desenvolvimento Internacional (Cobradi/Ipea), João Brígido Bezerra Lima, advertiu que não consta na análise da cooperação internacional brasileira, publicada pelo Ipea, registros sobre a Unilab. “Será muito importante a colaboração de vocês com informações sobre as iniciativas da universidade e me proponho a articular para desenvolvermos, em parceria com a Fiocruz, estudos acadêmicos para captar os perfis da cooperação internacional com a África”, propôs. 

VISITA AOS CAMPI – Durante o encontro, o assessor internacional para a África do Centro de Relações Internacionais em Saúde (Cris/Fiocruz), Luiz Eduardo Fonseca, ministrou a aula “Desafios para a cooperação em Saúde na CPLP” para os professores da Unilab, e doou exemplares do livro “Segurança Alimentar e Nutricional na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa: desafios e perspectivas”.

No período da tarde, os pesquisadores conheceram os novos blocos acadêmicos do campus das Auroras, com 40 salas de aula, 33 laboratórios e 120 gabinetes de professores, além de dez salas de coordenação de cursos e duas secretarias. O novo campus fica localizado nos limites dos municípios de Redenção e Acarape, em um terreno doado pelo governo do Ceará. O espaço de 16.000m² se tornará a sede administrativa definitiva da universidade. A estimativa é que beneficie cinco mil estudantes e mais de mil servidores.