Menuidioma

Fiocruz e Unilab assinam acordo de cooperação técnica

  • 4 de Fevereiro de 2016

unilabFiocruzA Fiocruz e a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab) assinaram acordo de cooperação acadêmica e técnico-científica no início deste ano. A parceria prevê o desenvolvimento de atividades, ações, programas e projetos, nos campos da pesquisa, ensino e extensão.

Fernando Carneiro, da Fiocruz Ceará, assinalou a importância do acordo para a Fiocruz, “em função do reconhecimento e capilaridade da Unilab em diversos países na África, constituindo elo facilitador para a Fiocruz ampliar suas atividades naquele continente”. Informou ainda que o sanitarista Carlile Lavor será o responsável pela implantação do convênio.

Tomaz Aroldo da Mota Santos, reitor da Unilab, ressaltou a importância de cooperação entre gestões públicas com objetivos e missões próximas, especialmente relacionadas a iniciativas solidárias com os países africanos de língua portuguesa. “A cooperação sul-sul é central para a Unilab, uma importante convergência com a Fiocruz”, disse.

Um passo importante da cooperação entre as instituições está em andamento com a implantação do curso de Medicina nos campi da universidade no Ceará e na Bahia, com início previsto para o início de 2017. O objetivo é promover a formação profissional voltada para as características dos sistemas de saúde do Brasil e dos países africanos lusófonos.

Carlile Lavor ressalta que a Fiocruz trabalha com os Ministérios da Saúde em todos esses países, ao passo que a Unilab desenvolve atua junto às universidades públicas dos países africanos, de modo que “a integração das ações das duas instituições, no continente africano, melhorará a sua efetividade na formação dos recursos humanos para a área da saúde.”

José Paranaguá de Santana, coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz Brasília), um dos articuladores do acordo, propôs que as duas instituições organizem uma reunião, em meados de 2016, com todas as universidades africanas associadas à Unilab, para discutir os temas centrais e apontar as prioridades para esse consórcio de cooperação institucional internacional.

HISTÓRICO

O acordo é fruto de tratativas entre a Fiocruz e a Unilab desde 2014, quando o Nethis/Fiocruz promoveu a primeira visita de um grupo de pesquisadores da Fiocruz ao campus da Unilab em Redenção, Ceará. Na ocasião, José Paranaguá e Carlile Lavor, então coordenador da implantação da nova unidade da Fiocruz no Ceará, apresentaram algumas propostas para as atividades em conjunto, como a inserção da Unilab no mestrado interinstitucional em Saúde da Família coordenado pela Fiocruz, o compartilhamento da BVS Bioética e Diplomacia em Saúde e a extensão da oferta aos Palop de um curso a distância ministrado pelo Nethis/Fiocruz. (Leia mais)

Em maio de 2015, Carlile Lavor, então Secretário de Estado Saúde do Ceará, e Fernando Carneiro, diretor da Fiocruz Ceará, desencadearam tratativas com a Unilab que resultaram na assinatura do acordo de cooperação. (Leia mais).

UNILAB

Criada com base nos princípios de cooperação solidária, a Unilab foi instituída como Universidade Pública Federal em julho de 2010. Sua sede é em Redenção, Ceará, com outras unidades em Acarape, Ceará, e em São Francisco do Conde, na Bahia.  A Unilab tem como objetivo ministrar ensino superior, desenvolver pesquisas nas diversas áreas de conhecimento e promover a extensão universitária, tendo como missão institucional específica formar recursos humanos para contribuir com a integração entre o Brasil e os demais países membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), especialmente os países africanos, bem como promover o desenvolvimento regional e o intercâmbio cultural, científico e educacional.

A parceria com a Fiocruz beneficiará toda a Rede de Instituições Públicas de Educação Superior (Ripes), aprovada pela CPLP, em 2012. A Ripes é um projeto da Unilab com apoio da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC/MRE) com o objetivo de criar e fortalecer a comunicação entre as instituições públicas de ensino superior da CPLP e construir uma rede internacional com promoção de ações e intervenções de apoio técnico, administrativo e acadêmico.

Com informações do site: www.unilab.edu.br.

Por Cecília Lopes e Nathállia Gameiro.