Menuidioma

Fiocruz divulga nota sobre áudios no Whatsapp referentes à doença transmitida por macacos

  • 27 de Outubro de 2016

Foto de um mico em uma árvore

Por: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

NOTA OFICIAL: Alguns áudios têm circulado no Whatsapp sobre um princípio de pandemia mundial gerado por uma doença letal que estaria sendo transmitida por macacos. Os áudios citam ainda que a Fiocruz estaria contratando vários zootecnistas do mercado para trabalhar no caso. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) esclarece que essas informações são inverídicas. Não há uma pandemia mundial sendo ‘abafada’ e não se pode falar em qualquer doença até o momento, uma vez que o laudo definitivo ainda não foi emitido. A Fiocruz confirma o recebimento de amostras de primatas da cidade do Rio de Janeiro para análise laboratorial no dia 13/10. Destacamos, no entanto, que não houve e nem haverá contratação de zootecnistas para avaliar o caso. As amostras seguem o protocolo e o fluxo padrão da Fiocruz para seu processamento. O laudo definitivo será enviado à Secretaria Estadual de Saúde. A Fiocruz vem trabalhando em estreita articulação com a Secretaria Estadual de Saúde, o Jardim Botânico do Rio de Janeiro e a Universidade Estácio de Sá.

Busque informações de fontes seguras e confiáveis.
Não espalhe boatos. A boataria é um desserviço à população.
Acompanhe a Agência Fiocruz de Notícias (www.agencia.fiocruz.br) e os canais oficiais da Fundação no Twitter (@fiocruz) e no Facebook (@oficialfiocruz).