Menuidioma

FIOCRUZ Brasília realiza o lançamento do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde

  • 29 de Julho de 2010

Lançado oficialmente no dia 28 de julho, o Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde é fruto de um consórcio entre a Fiocruz, por meio do Centro de Relações Internacionais em Saúde (CRIS) e a Universidade de Brasília (UnB), pela Cátedra UNESCO de Bioética. Além da cerimônia que marcou o início dos trabalhos do projeto, foi realizado ainda o 2º Seminário, que abordou questões relativas à Cooperação sul-sul no Auditório da FIOCRUZ Brasília.

O evento tratou sobre temas que envolvem questões de bioética e diplomacia em saúde e que devem ser objeto de estudo do Núcleo a partir de agora. O foco do seminário foi a análise da Cooperação sul-sul e sua importância no contexto e transformação dos países envolvidos. Para falar sobre o assunto foram convidados o assessor internacional do CRIS/Fiocruz, Henri Jouval, o coordenador no Núcleo de Estudos e representante da Organização Panamericana de Saúde, José Paranaguá, o coordenador do Observatório História e Saúde da Casa Oswaldo Cruz, Fernando Pires-Alves e a consultora do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde, Alejandra Carillo.

Os palestrantes traçaram um panorama entre a saúde e o contexto internacional, além da criação de agendas de cooperação no campo da saúde, política exterior brasileira e a atuação da Cooperação sul-sul em saúde nos contextos sub-regionais da América Latina.

Durante a solenidade de inauguração do Núcleo, o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, destacou a importância da criação do grupo e da união entre três instituições exemplares como a UnB, OPAS e Fiocruz. “O conhecimento das propostas sobre bioética e a diplomacia em saúde acrescentará muito, tanto no campo das políticas públicas quanto no que diz respeito ao posicionamento dos organismos frente a estas questões”. Gadelha ainda se disse satisfeito ao ver o novo prédio da FIOCRUZ Brasília movimentado e elogiou as ações realizadas pela unidade.

Para o reitor da UnB, José Geraldo de Sousa Junior, a instalação da FIOCRUZ Brasília no campus da Universidade ampliou a cooperação entre a UnB e a Fundação. “Fico feliz em saber que a realização deste seminário é sinal do fortalecimento da parceria entre a UnB, Fiocruz e demais instituições que têm papel importante na orientação das atividades do Núcleo de Estudos”.

O representante da Organização Panamericana de Saúde no Brasil (OPAS/OMS), Diego Victoria, parabenizou a iniciativa da Fiocruz e UnB. “Este é um trabalho de parceria que atinge um patamar muito alto, pois contribui para a gestão do conhecimento em prol da saúde no Brasil e em outros países”, afirmou.

Já o assessor especial para assuntos internacionais do Ministério da Saúde, Eduardo Botelho Barbosa, falou sobre o avanço do Brasil na Cooperação sul-sul. “Nosso país está crescendo em relação à cooperação internacional no campo da saúde. Este Núcleo tem muitas vertentes a explorar. Esta iniciativa é muito oportuna, uma vez que a bioética é uma faceta instigadora que merece ser explorada”, disse.

Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde

O Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde conta com o apoio institucional da Direb e pretende ampliar os espaços para debate sobre temas relacionados à saúde, realizar encontros técnico-científicos, além de apoiar e capacitar pesquisadores. O projeto prevê ainda o desenvolvimento de site para a construção de acervo bibliográfico temático composto por artigos, livros e notícias sobre Bioética e Diplomacia em Saúde.

Fonte: FIOCRUZ Brasília. Disponível em: http://www.fiocruz.br/fiocruzbrasilia/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=520&sid=6. Acesso em: 02/02/2011.