Especialistas debatem o acesso igualitário a vacinas no mundo

  • 11 de Maio de 2021
Os interesses do mercado na saúde global e o papel do multilateralismo na busca pela equidade serão discutidos no XI Ciclo de Debates: Doenças Negligenciadas

Pouco menos de um ano foi o tempo necessário para surgirem as primeiras vacinas contra a Covid-19. Um feito inédito na história alcançado graças ao avanço da ciência e da tecnologia. Apesar da vitória, interesses de mercado, disputas geopolíticas e decisões governamentais atrapalham a distribuição dos imunizantes no mundo, especialmente, entre os países mais pobres. No dia 20 maio, às 14h, especialistas discutirão os desafios éticos para o acesso igualitário mundial a vacinas e medicamentos no XI Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública: Doenças Negligenciadas.

Inscreva-se aqui no debate. A sessão será transmitida ao vivo pelo YouTube e as inscrições são gratuitas. Aqueles que acompanharem as discussões receberão certificado da Escola de Governo Fiocruz Brasília.

Acesse aqui o canal do Nethis no YouTube para acompanhar o debate.

Poder x Saúde Global

De acordo com o pesquisador Reinaldo Guimarães, professor do Núcleo de Bioética e Ética Aplicada da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a pandemia de covid-19 têm evidenciado a importância multilateralismo na persecução de valores indispensáveis à saúde global, como a justiça e a solidariedade. Isso porque o multilateralismo tem exercido um papel de contraposição aos interesses de mercado e às disputas por poder global.

A atuação da OMS reveste-se de grande importância como, por exemplo, foi o lançamento da iniciativa COVAX: a mais importante iniciativa a se contrapor à completa hegemonia dos centros de poder global e das empresas biofarmacêuticas que dele se nutrem” – Reinaldo Guimarães, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Reinaldo Guimarães é um dos palestrantes do XI Ciclo de Debates, que também contará com a participação do coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz Brasília), José Paranaguá de Santana. A moderação dos debates será feita pelo consultor sênior do Nethis e ex-ministro da saúde, José Agenor Alvares.

Ciclo de Debates

O XI Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública é promovido pelo Núcleo de Estudos em Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz Brasília). A Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF) apoia a realização das sessões.

Confira a programação para este semestre do XI Ciclo de Debates.