Menuidioma

Coordenador do Nethis inicia semestre letivo da PUC-PR

  • 14 de Agosto de 2018

Na noite de segunda-feira, 13 de agosto, o coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz), José Paranaguá de Santana, inquietou a plateia de mestrandos do Programa de Pós-Graduação em Bioética da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) na conferência de abertura do semestre.

Com o título “O mal-estar da cooperação internacional em saúde”, Paranaguá apresentou uma leitura crítica da atuação dos países por meio da fragilidade dos documentos internacionais frente às desigualdades no mundo. “Décadas após décadas, os líderes mundiais se reúnem e decidem que vão unir esforços para fazer do mundo um lugar de paz, mais justo e equânime. Eu me pergunto quando isso se concretizará?”, questiona.

Veja a apresentação de slides aqui.

O coordenador do Nethis apresentou o que chama de “círculo vicioso” do desenvolvimento, das desigualdades e da cooperação internacional. O desenvolvimento advindo do avanço da ciência, das tecnologias e das inovações; as desigualdades entre nações separadas por riqueza e pobreza, as beneficiárias do desenvolvimento e aquelas que ficam apenas com o seu ônus; e a cooperação internacional que serve mais aos interesses de países poderosos do que para minorar as desigualdades. “A disputa de poder econômico e científico entre governos e grandes empresas privadas é o fator-chave no engendramento das desigualdades e injustiças que dividem o mundo”, afirma.

Paranaguá acredita que as mudanças do significado da saúde na agenda da diplomacia incluem temas relacionados ao ambiente e aos interesses de indústrias produtoras de insumos de consumo humano.

Para ele, o Estado tem a potencialidade de conter questões de saúde que se agravam e atingem os países mais pobres, principalmente relacionadas às doenças crônicas não transmissíveis. “É necessário haver uma decisão em âmbito internacional para regular a atuação de grandes empresas que estão presentes no mundo todo, como as indústrias de tabaco, agrotóxicos, álcool e alimentos ultraprocessados”, afirma.

COOPERAÇÃO – A disciplina “Desenvolvimento, Desigualdades e Cooperação Internacional em Saúde” é oferecida para alunos do PPG em Bioética, a partir do acordo de cooperação entre a Fiocruz e a PUC-PR.

As atividades da disciplina de dois créditos compreendem a aula inaugural, ministrada por Paranaguá, encontros mensais das sessões do IX Ciclo de Debates – transmitidos on-line – no auditório da PUC-PR, e uma aula de encerramento no mês de dezembro.