Menuidioma

Cooperação sul-sul e complexo econômico-industrial da saúde

  • 23 de Setembro de 2011

A edição de setembro do I Ciclo de Debates em Bioética, Diplomacia e Saúde Pública irá propor uma reflexão sobre o modelo que deverá orientar as relações do Brasil com países do hemisfério sul – América Latina e África – no que se refere ao complexo econômico-industrial da saúde. O evento, que será realizado no dia 29 de setembro, contará com a participação do pesquisador titular da Fiocruz, diretor-executivo do Instituto Sul-Americano de Governo em Saúde (Isags) e ex-ministro da Saúde, José Gomes Temporão.

O Brasil repetirá o modelo dominador ou estabelecerá uma relação cooperativa? Esta é uma das questões que o debatedor, José Paranaguá, coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Saúde Pública (Nethis) e consultor da Organização Pan-Americana de Saúde no Brasil (Opas/OMS), utilizará para instigar a discussão.

Segundo Paranaguá, o debate é uma oportunidade de analisar o sistema de tecnologia e inovação em saúde do Brasil em relação aos países latino-americanos e africanos em desenvolvimento. O coordenador do Nethis observa que nenhum dos países do hemisfério sul registrou a mesma amplitude de avanços do Brasil, quer seja no campo da pesquisa quer seja no da produção de insumos e serviços. “Temos de refletir sobre o que representa a potencialidade brasileira em relação aos países que são nossa contraparte”, complementa. O Ciclo de Debates contará ainda com a participação, como coordenador da mesa, do diretor da FIOCRUZ Brasília e diretor-executivo da Escola de Governo em Saúde (EGS), Gerson Penna.
Promovido pelo Nethis, o Ciclo de Debates é aberto ao público, e as inscrições podem ser feitas no link abaixo. O evento será realizado das 8h30 às 12h, no Auditório do Bloco Educacional da FIOCRUZ Brasília.

Cooperação Sul-Sul

O Brasil mantém relações de cooperação técnica com a América Latina, Caribe e África, com atuações pontuais na Ásia (Timor-Leste, Afeganistão e Uzbequistão), Oriente Médio (Líbano e Territórios Palestinos) e Oceania. A cooperação técnica Sul-Sul bilateral do Brasil está concentrada nas áreas de agricultura (incluindo produção agrícola e segurança alimentar), formação profissional, educação, justiça, esporte, saúde, meio ambiente, tecnologia da informação, prevenção de acidente de trabalho, desenvolvimento urbano, biocombustível, transporte aéreo e turismo. Outras áreas como cultura, comércio exterior e direitos humanos estão contempladas em projetos e atividades de concepção mais recente. A cooperação técnica tem como um de seus objetivos compartilhar êxitos e melhores práticas nas áreas demandadas pelos países parceiros.

Serviço:I Ciclo de Debates sobre Bioética, Diplomacia e Saúde Pública

Data: 29 de setembro, das 8h30 às 12h
Local: Auditório do Bloco Educacional (1º Andar) – FIOCRUZ Brasília – Avenida L3 Norte, Campus Universitário Darcy Ribeiro, Gleba A, SG 10 (atrás do HUB)
Informações: Lorenna Alves (61) 3329-4525 | nucleo@bioeticaediplomacia.org