Menuidioma

A sala de convidados do Canal Saúde / Fiocruz desta sexta-feira (20), às 11h, debaterá a relação entre a espiritualidade e a saúde

  • 20 de Abril de 2012

A Sala de Convidados do Canal Saúde / Fiocruz desta sexta-feira (20/04), debaterá a religião e a humanização do Sistema Único de Saúde (SUS). Existem vários tipos de Fé: Fé na vida, Fé no ser humano, Fé na ciência… Mas, inegavelmente a Fé mais conhecida é a Fé religiosa. Em vários lugares do Mundo, inclusive aqui no Brasil, cientistas tentam entender o papel da Fé nos processos de cura.

Afinal, a espiritualidade na saúde é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde? De que forma a Fé pode auxiliar no tratamento médico? Seria possível um equilíbrio entre a religiosidade e a ciência?

Instituições hospitalares do mundo todo começam a incluir nas suas rotinas, a prática de estimular nos pacientes o exercício da esperança, do otimismo, do bom humor e da espiritualidade. O objetivo é simples: despertar ou fortificar nos indivíduos condições emocionais positivas, como recursos no combate a doenças. O programa Sala de Convidados abordará o trabalho desenvolvido no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), no Rio de Janeiro, onde há o incentivo à espiritualização dos pacientes e acompanhamento psicológico, dedicado especialmente a fortalecer uma atitude mais positiva em vítimas de traumas medulares, ocorridos em situações como acidentes ou quedas. Como a área de Desenvolvimento de Políticas de Humanização do INTO trabalha com a espiritualidade?

Médico e diácono de Igreja

No estúdio do Sala de Convidados, o doutor Sérgio Catão, médico fisiatra e chefe da área de Desenvolvimento de Políticas de Humanização do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia fala sobre sua experiência. Como a espiritualidade auxilia em sua profissão?

O programa Sala de Convidados também tratará sobre a Campanha da Fraternidade 2012, evento organizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, que teve como tema a “Fraternidade e a Saúde Pública” e objetivou promover uma ampla discussão sobre a realidade do Sistema Único de Saúde e incentivar a participação da sociedade na humanização e fortalecimento do SUS.

A reza e o remédio

O Sala de Convidados apresentará ainda o caso dos rezadores de Maranguape, no Ceará. Um exemplo de tradição da religiosidade brasileira, incorporada pelo SUS como forma de redução da mortalidade infantil no Município.

E você, acredita que a Fé pode curar? Assista e participe ao vivo.

Convidados – Para debater o tema, estarão no estúdio do Canal Saúde: André Luiz de Oliveira – Médico Cirurgião Geral e Representante da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde ( CNS/ MS), Yury Poelho Orozco – Doutora em Ciências da Religião e Integrante da equipe de coordenação de Católicas pelo Direito de Decidir e Carlos Henrique Assunção Paiva – Pós- Doutor em Sociologia da Saúde, Pesquisador no Observatório História e Saúde ( MS/OPAS/OMS) na Casa de Oswaldo Cruz/ Fiocruz e membro do Núcleo de Estudos em Diplomacia em Saúde – Nethis ( Fiocruz, UnB/OPAS).

Interativo – No programa, o público participa ao vivo pela web – canalsaude.fiocruz.br, na sala de bate papo, ou liga gratuitamente para 0800 701 8122. Se preferir, pode antecipar perguntas e comentários pelo canal@fiocruz.br

Quando – O Programa Sala de Convidados é exibido, ao vivo, semanalmente pelo Canal Saúde às 11 horas. Todas as sextas-feiras, um novo tema é debatido com a participação de especialistas de diversas áreas.

Onde assistir – Para assistir no site do Canal Saúde, acesse canalsaude.fiocruz.br e clique na TV. O Canal Saúde também pode ser assistido através de antena parabólica, na polarização vertical 3.690.