Menuidioma

1º Fórum da Rede BVS começa com apresentações das Bibliotecas Virtuais

  • 25 de Abril de 2013

Encontro discute fortalecimento e sustentabilidade da Rede BVS Brasil

A Biblioteca Virtual em Saúde de Bioética e Diplomacia em Saúde (BVS Nethis) foi apresentada durante o 1º Fórum da Rede de Bibliotecas Virtuais e Saúde do Brasil (BVS), pela bibliotecária do Nethis Neilia Barros e pela gestora de informação do Nethis Rejane Cruz. O evento foi iniciado em 25 de abril e é realizado no Museu da Vida, na Fiocruz (RJ).

“A BVS de Bioética e Diplomacia em Saúde traz um conteúdo inovador em desenvolvimento constante. Este conteúdo interdisciplinar revela um dos pontos positivos da BVS Nethis, e ao mesmo tempo, aponta para uma fragilidade, pois encontramos dificuldade em identificar novas fontes de informação”, resumiu Barros. A bibliotecária apresentou outros facilitadores que contribuem para a consolidação da BVS Nethis: apoio institucional, tecnológico e metodológico pela Fiocruz, profissional com dedicação exclusiva e colaboração de outros profissionais da equipe do Núcleo.

Cruz finalizou a apresentação com os desafios da BVS Nethis, entre eles, efetivar o trabalho do Comitê Executivo, detalhar a matriz de responsabilidades e colaborar em parceria com outras Bibliotecas Virtuais. “É fundamental o trabalho em rede e, neste sentido, este evento propicia um ambiente para compartilhamento e também de identificação de parcerias”, disse.


Participaram da mesa de abertura o coordenador de Gestão do Conhecimento e Comunicação (Opas), Nando Campanella, o diretor do Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict/Fiocruz), Umberto Trigueiros, a vice-presidente de Ensino, Informação e Comunicação (Vpeic-/Fiocruz), Nísia Trindade, o diretor da Bireme, Adalberto Tardelli, e a representante do Ministério da Saúde Shirlei Gonçalves.

“Vamos aproveitar a oportunidade do Fórum ampliado para discutir os desafios e fortalecer a Rede BVS Brasil. O resultado será levado para o Comitê Técnico deliberar sobre os próximos passos”, disse a representante do Ministério da Saúde.

Campanella afirmou que a participação da Opas na Rede sempre foi apaixonada e animada, e adiantou que os objetivos do milênio pós-2015 serão focados em doenças não-transmissíveis. “Neste sentido, a informação em saúde terá um papel determinante de protagonista”.

Nísia Trindade lembrou que a política de acesso livre está na agenda brasileira e é parte importante de construção da cidadania e da democracia. “Temos a rede colaborativa e o acesso à informação como elementos chave das Bibliotecas Virtuais. Acredito que é na dinâmica do Fórum que as ideias surgem. A Fiocruz reconhece a importância deste encontro e agradece a oportunidade de sediar o Fórum” disse.

Acesse aqui as Bibliotecas Virtuais da Fiocruz.