EADO curso aborda os campos da saúde pública, das relações internacionais e da bioética a partir dos conceitos-chave de desigualdade, desenvolvimento e cooperação, tendo em vista as seguintes questões centrais:

  • Como o desenvolvimento científico e tecnológico e a inovação influenciam as desigualdades entre os países, em termos das condições de saúde e bem-estar?
  • Tais desigualdades podem ser minoradas com a cooperação internacional?

Com carga horária estimada em 80 horas, a programação se distribui em quatro módulos:

  1. Saúde, ambiente e desenvolvimento no contexto das relações internacionais.
  2. Saúde e cooperação internacional para o desenvolvimento.
  3. Cooperação internacional em saúde: (entre) desenvolvimento e desigualdades.
  4. Gestão de políticas e projetos de cooperação internacional em saúde.

Voltado para profissionais, pesquisadores e estudantes interessados na temática, este projeto educacional será compartilhado com outras instituições nacionais, no contexto da Escola Fiocruz de Governo e da Rede Universidade Aberta do Sistema Único de Saúde (UNA-SUS). Essa ampliação de oportunidades educacionais estará aberta a outros países, especialmente os integrantes da Unasul e da CPLP, como parte da política institucional de cooperação internacional da Fiocruz, em vista de sua designação em 2014 como Centro Colaborador para Saúde Global e Cooperação Sul-Sul da OPAS/OMS.

Acesse o documento completo: Cooperação Internacional para o Desenvolvimento: Especificidades da Área de Saúde (EaD)