Presidente de honra do encontro científico, José Paranaguá de Santana, falou sobre a evolução das políticas de educação e trabalho em saúde na América Latina

José Paranaguá de Santana (Nethis/Fiocruz Brasília) Imagem: Universidade Federal do Piauí

Na noite da última quinta-feira, 4 de maio, o sanitarista e coordenador do Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde (Nethis/Fiocruz Brasília), José Paranaguá de Santana, foi homenageado como presidente de honra do III Congresso Internacional de Atenção Primária à Saúde realizado em conjunto com o IV Congresso Piauiense de Atenção à Saúde, VI Cescodonto e I Seminário do Mestrado Profissional Saúde da Mulher da Universidade Federal do Piauí (UFPI), em Teresina, no Piauí.

Com a conferência “Desafios críticos do saber/fazer no campo da Saúde Internacional: educação e trabalho em saúde na América Latina”, Paranaguá abordou os cenários históricos, a partir do final da Segunda Guerra Mundial, considerando o contexto político e social. “Minha intenção é reconhecer nossas experiências históricas como plataforma de prospecção de novos cenários que já estamos vivendo na América Latina”, adiantou.

Em sua análise, o Brasil poderia ter assumido a posição das reformas neoliberais que impactaram os sistemas nacionais de saúde a partir dos anos 1980, mas optou por um sistema de saúde universal com financiamento e gestão pública. Paranaguá ressaltou que o Sistema Único de Saúde (SUS) exerce forte impacto na formação e gestão do trabalho em saúde no Brasil, sem antagonismo com as agendas internacionais, mas com interação sistemática com tais processos.

Para ele, isto resultou em grande responsabilidade no campo das relações internacionais em saúde e um potencial para a cooperação externa brasileira, inclusive no campo da gestão da educação e do trabalho em saúde. “Contudo, a capacidade de gestão da educação e do trabalho nos sistemas nacionais de saúde em quase todos os países ainda é um desafio, senão uma ilusão, até os dias atuais”, finalizou.

Mesa de abertura. Imagem: Universidade Federal do Piauí

III Congresso Internacional de Atenção Primária à Saúde

Participaram da abertura do Congresso: o secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde (SGETS/MS), Rogério Luiz Zeraik Abdalla, o secretário de Saúde do Piauí, Francisco Costa, o pró-reitor de Ensino de Pós-Graduação da UFPI, Helder da Cunha, e  a coordenadora do Congresso, professora Lis Cardoso Marinho Medeiros. O evento seguiu até sábado, 6 de maio, com coordenação do Núcleo de Estudos, Pesquisa e Extensão em Educação Permanente para o SUS (NUEPES) e pela Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS).

Leia mais: http://www.ufpi.br/ultimas-noticias-ufpi/17833-abertura-do-iii-congresso-internacional-de-atencao-primaria-a-saude

 

Recomende
  • gplus
  • pinterest
Print Friendly